Atualidade - Referendo na Turquia: “A Turquia já não é uma democracia há muito tempo.”

Desde uma tentativa falhada de golpe de Estado, em Julho de 2016, a Turquia vive debaixo de um estado de Emergência, decretado oficialmente. Na sequência do mesmo, mais de 40,000 pessoas foram detidas, algumas presas, e muitas mais demitidas de cargos públicos. Foi neste clima que se realizou, a 16 de Abril de 2017, um referendo que propunha alterações à Constituição Turca. A vitória do “Sim” foi confirmada pelo presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, e pelo Presidente do Conselho Eleitoral, Sadi Guven, por uma pequena margem: 51% para o "Sim", 49% para o "Não". O Ler mais

Maria João Pires sobre feminismo e as mulheres na sociedade

A 27 de Dezembro de 2016, na capa do jornal Público lia-se escrito a vermelho e a amarelo: "O que esperar de 2017 - Dez cronistas do Público antecipam o que vai mudar em Portugal e no mundo". Logo abaixo deste título estavam enfileirados os tais 10 cronistas com as habituais fotografias que acompanham as suas crónicas regulares. Tudo teria passado mais ou menos despercebido não fosse o olhar atento de alguns e de algumas. Um desses olhares veio da página de Facebook Mulher Não Entra que foi rápida em realçar o facto de que daqueles 10 cronistas, 0 eram Ler mais

Rua do Mundo #5. Na Hungria de Orbán, as universidades também se abatem. Com José Reis Santos, correspondente em Budapeste

Vais ouvir conteúdo original da Rua do Mundo, um podcast sobre política internacional com Bernardo Pires de Lima, Rui Tavares e Sofia Lorena — hoje com o correspondente em Budapeste, José Reis Santos. Olhamos para a Hungria e para os protestos contra a lei com que o governo de Orbán procura fechar a única universidade que ainda não controla no país. Falamos com José Reis Santos, historiador e investigador com vários anos de experiência na Central European University, fundada por George Soros, na capital húngara, para saber como estes protestos podem significar um ponto de viragem no país-pioneiro do nacional-populismo na Ler mais

Na Rua - Marcha Animal 2017

O É Apenas Fumaça esteve mais uma vez na rua este Sábado, desta feita na Marcha da ANIMAL, pela defesa dos direitos dos animais. A esta marcha, organizada oficialmente desde 1999, associaram-se cerca de cinquenta associações e cinco partidos políticos. Cerca de mil pessoas fizeram o trajecto desde o Campo Pequeno até ao Parlamento, debaixo de um sol escaldante, enquanto entoavam palavras de ordem contra as touradas, e pelo fim do sofrimento animal causado pelo ser humano. No rescaldo da aprovação de uma medida proposta pelo PAN na Assembleia da República, que tem como objectivo oferecer uma opção vegetariana em Ler mais

José Oliveira e Sérgio Pedro sobre o TTIP e o CETA

30 de Outubro de 2016. O CETA é assinado em Bruxelas. Depois de algumas semanas de incerteza, criadas pela resistência do Parlamento da Valónia, o acordo acabava por ser assinado. De um lado a maioria da classe política parece celebrar o resultado, do outro muitos activistas que o protestaram vêem os seus piores receios confirmados. Mas afinal, o que esconde o CETA? Dará um poder desmesurado às grandes corporações? Vai pôr a saúde dos Europeus em risco? É um “cavalo de Tróia” para a entrada do TTIP? E estes tratados, já foram aprovados? Procuramos esclarecer estas questões com os nossos Ler mais

A revolta dos apanhadores de laranjas

Faz hoje uma semana que se iniciou no Algarve uma greve de trabalhadores agrícolas imigrantes, sobretudo homens, que se recusam, entre outras atividades, a apanhar dos pomares a famosa “Laranja do Algarve”. Os protestos têm como alvo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portimão, que os imigrantes acusam de desrespeitar os seus direitos legais. Em causa está o facto de o SEF rejeitar pedidos de autorização de residência aos imigrantes que já reúnem as condições para tal, alegando que as empresas para as quais trabalham têm dívidas à Segurança Social. Singh, líder improvisado da rebelião, é só mais Ler mais

João Camargo sobre Alterações Climáticas

2016 foi o terceiro ano consecutivo a ser considerado o mais quente de sempre. Fevereiro deste ano, foi o segundo Fevereiro mais quente de que há registos históricos. As camadas de gelo nos polos atingiram recentemente mínimos nunca vistos, quando comparadas com a mesma época, em anos anteriores. Na comunidade científica, o aquecimento global é um facto mais do que consumado. Nas elites políticas globais, nem tanto. Para alguns dos que governam, a evidência dos factos é posta em segundo plano, sobretudo se isso se traduzir em mais um mandato no poder. Os cientistas têm dificuldade em passar a sua Ler mais

Jéssica Lopes sobre Imigração em Portugal

Uma crise humanitária. É assim que a Jéssica Lopes define o que passam hoje os imigrantes indocumentados em Portugal na sua procura pela regularização no país. Falamos de quem viaja para cá à procura de uma vida melhor. De quem chega e encontra trabalho, de quem se esforça por ter um contrato, por descontar para a Segurança Social, e por pagar os seus impostos enquanto espera por notícias do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) sobre a sua regularização. Espera. É esta uma das palavras mais ouvidas por quem procura ter autorização de residência em Portugal. São meses e anos Ler mais

Rua do Mundo - Episódio 4 Turquia a partir de Amesterdão

*Vais ouvir conteúdo original da Rua do Mundo, um podcast sobre política internacional com Bernardo Pires de Lima, Mónica Ferro, Rui Tavares e Sofia Lorena.* Olhamos para a Turquia antes do referendo a partir das eleições na Holanda. Decretamos o óbito da relação entre Ancara e Bruxelas e damos um salto a Istambul, ao encontro do Pedro Penim. Houve Holanda para lá de Wilders mas parece não existir Turquia para lá de Erdogan. Créditos para a imagem: Yasin Akgul—AFP/Getty Images Ler mais

Na Rua - Evento Cultural Por Outra Lei da Nacionalidade

No passado sábado, o É Apenas Fumaça esteve no Evento Cultural Por Outra Lei da Nacionalidade onde mais de 200 pessoas fizeram política no Rossio, enquanto dançavam, cantavam e debatiam a Lei da Nacionalidade atual, e como dizem ser injusta para os filhos de emigrantes que nascem em Portugal. Hoje, quem nasce em Portugal não é automaticamente português. A lei diz que apenas nascem portugueses os que tiverem pai ou mãe portuguesa, ou os "filhos de estrangeiros que aqui residam com título válido de autorização de residência há, pelo menos, 6 ou 10 anos, conforme se trate, respectivamente, de Ler mais

Alexandre Farto (ou Vhils) sobre o Ativismo pela Arte

Hoje temos novamente Fumaça, e conversamos com o Alexandre Farto (também conhecido por Vhils) sobre o Ativismo pela Arte. No Brasil, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos falavam alto, em dimensão, em dinheiro, em poder, e em mediatismo. O dinheiro que traziam para o Governo era muito, e o que se gastava nele era muito também. O Rio iria ser festa dois anos seguidos, e fora do país todo o mundo se juntava à excitação. A Copa e os Jogos Olímpicos no Brasil. Quem diria que não? Ao mesmo tempo, nas ruas do Brasil, passavam e gritavam aqueles Ler mais

Atualidade - Domingos da Cruz sobre a Liberdade Científica em Angola

Domingos da Cruz, ativista angolano pela democracia em Angola que esteve preso por mais de um ano no processo 15+2, lança hoje um relatório com o nome “Democracia académica e liberdade científica em Angola” para o qual entrevistou mais de 100 professores e investigadores angolanos. Entre outras conclusões, o chocante estudo mostra que 1 em cada 3 inquiridos assume que "Acredita que pode ser perseguido, ameaçado, expulso do serviço ou morto por dar aulas seguindo o rigor científico" e 55% dizem que "existe ou conhecem estudantes que o seu papel é de agente secreto para vigiar Ler mais

Maria Antónia Palla sobre Feminismo, Jornalismo de Causas, e o Aborto

Esta semana lançamos uma Fumaça mais longa do que é costume. Falámos com a Maria Antónia Palla, feminista emblemática, jornalista, e ativista pelos direitos das mulheres. Em 1976, Maria Antónia Palla e Antónia de Sousa, tinham uma série de programas na RTP, onde faziam reportagens sobre a situação das mulheres em Portugal. Tudo seguia o seu rumo, até ao dia em que uma das peças chocou o país. Choveram críticas, ameaças, e insultos, foi instaurado um processo crime e a série cancelada. Tinham falado de aborto. A reportagem, com o título "Aborto não é crime", pôs Maria Antónia Ler mais

Rua do Mundo - Episódio 3 A verdade sobre a pós-verdade

*Vais ouvir conteúdo original da Rua do Mundo, um podcast sobre política internacional com Bernardo Pires de Lima, Mónica Ferro, Rui Tavares e Sofia Lorena.* Um debate sobre a verdade da pós-verdade, o império dos factos alternativos, a destruição da credibilidade noticiosa e política. Com os quatro suspeitos do costume e a convidada especial Helena Ferro de Gouveia, jornalista na Alemanha há vinte anos. Créditos para a imagem: The Holmes Report Ler mais

Na Rua - 2º Encontro Nacional pela Justiça Climática

O É Apenas Fumaça esteve Na Rua, no 2º Encontro Nacional pela Justiça Climática que teve lugar na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Mais de uma centena de pessoas estiveram durante o dia juntas na defesa de justiça climática e pelo combate às alterações climáticas e à prospecção e exploração de combustíveis fósseis em Portugal e pelo Mundo. Conversámos com João Costa da iniciativa "Tecer Linha Vermelha", que nos explicou o papel de Portugal depois da COP21 na sua relação com a exploração petrolífera. Conversámos também com a Bárbara de Ler mais

José Pacheco sobre Educação e Modelos Alternativos de Ensino

A Escola da Ponte nasce em 1976, com o intuito de tirar do papel, e pôr em prática diferentes formas de ensinar. Tem como mote ensinar “liberdade responsável” solidariedade e cidadania. É uma escola sem turmas, onde não existem salas de aula tradicionais, e todos podem trabalhar com todos. José Pacheco, o convidado do É Apenas Fumaça desta semana, foi um dos seus fundadores. Hoje é também dinamizador do projeto Âncora no Brasil. Nos episódios que gravamos por Skype (como este), deparamos-nos sempre com uma maior dificuldade em estar confortáveis, e em que os nossos convidados se sintam também confortáveis. Ler mais

Sham sobre a Síria, antes e depois da guerra, pela voz de quem a viveu

Esta semana o episódio é diferente. Falámos sobre a Síria com a Sham, nome fictício de uma estudante Síria a viver em Portugal. A 16 de Fevereiro de 2011, um rapaz de 14 anos pegou numa lata de tinta preta, olhou para uma parede da sua escola, riu-se e pintou-a. Os amigos, mais velhos, que pressionaram para o que tivesse feito, riram também e orgulharam-se da pequena partida. No dia seguintem, na escola, não se falava de outra coisa. Tinham pintado a parede onde agora estava escrito: "É a tua vez, doutor". O "doutor" era Bashar Ler mais

Rua do Mundo – Episódio 2 França, “a mais louca corrida ao Eliseu de todos os tempos”

Vais ouvir conteúdo original da Rua do Mundo, um podcast sobre política internacional com Bernardo Pires de Lima, Mónica Ferro, Rui Tavares e Sofia Lorena. A partir de Rennes, André Belo e Valeria Pansini juntam-se a uma primeira conversa sobre as eleições mais importantes do ano na Europa. Créditos Fotografia: Pascal Rossignol/Reuters Ler mais

Sampaio da Nóvoa sobre as Eleições Presidenciais e sobre Educação em Portugal

O episódio que vos trazemos esta semana, tem como convidado o Professor António Sampaio da Nóvoa, candidato às eleições presidenciais em 2016, e antigo reitor da Universidade de Lisboa. Durante 45 minutos, falámos das eleições, da sua campanha e estratégia, do actual Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e do seu desempenho, da carta de Cândido Ferreira, e de outros acontecimentos e factos relevantes à volta da corrida a Belém. Abordámos ainda os desenvolvimentos recentes à volta de questões relacionadas com Educação. A precariedade de investigadores e professores no Ensino Superior e o aumento significativo das propinas na última década, foram Ler mais

Esther Mucznik sobre o Judaismo

Esta semana falamos sobre judaísmo, em novo episódio da série de religião. A convidada é Esther Mucznik e quisemos fugir às judiarias. Procurámos saber como é, para a fundadora da Associação Portuguesa de Estudos Judaicos e membro da Comissão Nacional de Liberdade Religiosa, ser judeu, ser de um povo que “tem casa em todo o lado, mas não tem casa em lado nenhum”. Não fugimos ao desafio de aprofundar e iluminar a génese da religião judaica, assim como a cisão desta com o cristianismo, e quisemos perceber de que modo é sentido hoje o antissemitismo, dentro e fora de portas. Ler mais